Programa que elege anualmente as 100 start-ups mais inovadoras tem inscrições abertas

Por Filipe Oliveira

O Movimento 100 Open startups, que tem como objetivo identificar anualmente as 100 empresas iniciantes mais inovadoras, está com inscrições abertas para sua segunda edição.

Entre as principais características do programa, que vai até maio do ano que vem, está a participação de grandes empresas em todo o processo de seleção das melhores start-ups.

Atualmente são 120 parceiras, entre elas 3M, Abbott, IBM, J&J, Whirpool, Dow, Votorantim, Algar, Boticário e Natura.

Para participar, as companhias iniciantes devem oferecer solução para um desafio do mercado ou da sociedade em 20 áreas, incluindo  educação, energia e cidades inovadoras. Esses problemas foram identificados por grandes empresas parceiras do programa.

Com isso, o Movimento 100 Open Start-ups busca aproximar as ideias das empresas a problemas reais identificados pelo mercado e, com isso, apontar empresas com maior chances de sucesso. Esse filtro também permite uma maior chance de encontro entre start-ups e empresas que possam ser parceiras ou investidoras.

A startup interessada deve se inscrever em um dos desafios do programa e escolher uma das capitais em que ele acontece para se apresentar. São 12 Cidades no Brasil e 9 no exterior.

O processo, que elegerá as melhores empresas, acontece em cinco etapas e inclui avaliação do projeto on-line e, para as aprovadas, apresentação presencial para executivos e investidores.

As inscrições das startups devem ser feitas pelo site http://www.openstartups.org.br/ até o dia 15 de agosto.

PRIMEIRA EDIÇÃO

No ano passado, 1.569 propostas foram recebidas.

Segundo a organização do programa, 53 contratos foram firmados entre empresas e start-ups a partir da edição do ano passado. Além disso, outras 692 parcerias estão em negociação.