Confira 9 dicas de especialistas para quem quer montar uma loja virtual

Por Filipe Oliveira

Abrir uma loja virtual ficou fácil. Uma série de serviços na internet permite criar um espaço para vendas a um custo baixo e em poucos minutos.

Divulgar a loja, vender e conseguir se sustentar a partir dela, porém, é algo bem diferente.

O Plano de Negócios selecionou algumas dicas de empresários e especialistas para ajudar quem pensa em atuar nesse mercado.

1) Escolha um nicho
Colocar um produto na internet significa ter seus preços comparados com toda a concorrência em questão de segundos.
A alternativa para ser lucrativo nesse cenário é buscar nichos que ainda não são bem atendidos pelo mercado e desenvolver itens exclusivos, diz Mauricio Salvador, presidente da ABComm (Associação Brasileira de Comércio Eletrônico).

2) Preço bom
Para Caio Ribeiro do Vale, presidente da ADIN, empresa especializada no desenvolvimento de projetos de comércio eletrônico, o mais importante é conhecer e ter relacionamento com bons fornecedores, que possibilitem oferecer um bom produto com margem atraente.

3) Planejamento
Como em qualquer empresa, o plano de negócios é fator crítico para o sucesso.
Além da análise de itens comuns a todos os planos, como investimento necessário, despesas, tamanho do mercado, tiquete médio, é importante levar em conta qual será o custo para atrair cada cliente a loja, diz Ribeiro do Vale.
Para isso, ele sugere consultar especialistas em marketing.

4) Escolha a plataforma
Existe uma grande variedade de serviços para criar e hospedar sites, incluindo desde opções gratuitas até os que custam milhares de reais por mês.
A escolha entre um deles depende de um planejamento sobre a capacidade de venda que a empresa tem e qual será o serviço mais adequado para que se consiga chegar a esse objetivo, diz Salvador.
Clóvis Souza, fundador da loja Giuliana Flores, afirma que o ideal é começar pequeno, gastando até R$ 1.000 ao ano, e ampliar o investimento conforme o negócio avança no mercado.

4) Layout do site
O cliente deve ter facilidade para encontrar o produto desejado.  A descrição do produto deve ser feita de maneira correta e objetiva, segundo Guilherme Mazzola, gerente de Mercado Shops, plataforma de criação e gestão de lojas virtuais do Mercado Livre.

5) Vá para os mercados
Sites de marketplace, aqueles que reúnem lojas de diversas marcas e pequenos empresários (modelo adotado em empresas como Elo7, Mercado Livre, Cnova, entre outros), são uma forma de conseguir vendas sem depender tanto de propaganda.
Mas Salvador sugere que não se concentre todas as vendas em apenas um site do tipo, para não ter problemas caso haja mudanças nas regras da plataforma.

6) De graça
Pense em modos de atrair clientes sem depender apenas de anúncios pagos em buscadores e redes sociais, sugere Ribeiro do Vale.
Para isso, vale usar postagens em grupos do nicho que você atende ou montar uma página de conteúdo que incentivará visitas constantes.

7) Publicidade
Tenha uma estratégia para diferentes canais em que você faz anúncio e analise sempre os resultados obtidos, para conseguir fazer ajustes constantes, diz Ribeiro do Vale.

8) Melhor que a encomenda
Souza, da Giuliana Flores, ensina a tentar sempre entregar os produtos antes do que o cliente espera.
Então, se tiver certeza de que consegue fazer o produto chegar na casa dele em dois dias, diga que pode levar até três. Isso dá uma folga para lidar com casos de imprevistos e garante deixar sempre uma boa impressão.

9) Resolvendo problemas

Lembre-se de criar políticas claras para resolução de problemas, como troca de produtos.
Não esqueça de estudar quais seus custos com essas ocorrências e manter protocolos para o atendimento a clientes.
Lembre-se de mantê-los satisfeitos para que atuem a favor da marca, diz Ribeiro do Vale.

LEITOR

Alguma dessas ideias foi útil? Curta a página do blog no Facebook e receba mais textos sobre empreendedorismo aqui..