Robô leva conteúdo e mensagens de motivação para empreendedores da periferia

Por Filipe Oliveira

Um novo “chatbot” (robô que conversa a partir de mensagens de texto, geralmente  em redes sociais) começou a funcionar na semana passada para dar a motivação que falta para jovens da periferia começarem suas carreiras empreendedoras.

 

O Deco, criado pela Fundação Telefónica, pode ser encontrado a partir do aplicativo Messenger, do Facebook. Ele dá acesso a 10 vídeos com depoimentos de jovens empresários de São Paulo, moradores de Campo Limpo, Taboão da Serra, Grajaú, Capão Redondo, Jardim Ângela, Vila Santa Inês e República.

Eles possuem negócios em setores como gastronomia, tecnologia, moda, cerâmica, educação e jornalismo.
Para conseguir acessar o conteúdo, é preciso buscar por “Deco Pense Grande” no Messenger e iniciar uma conversa com ele.

Michele Fernandes, criadora da loja virtual Boutique de Krioula, gravou depoimento para o Deco (Reprodução)
Michele Fernandes, criadora da loja virtual Boutique de Krioula, gravou depoimento para o Deco (Reprodução)

O robô irá guiar o usuário pela sequência de vídeos  Ao final, direciona o usuário para o site da Fundação Telefónica, com mais informações sobre empreendedorismo e projetos da instituição.

Américo Mattar, presidente da Fundação Telefônica, diz que a escolha dos protagonistas dos vídeos, empresários de origem semelhante a dos jovens com os quais a instituição quer se comunicar, permite a quebra do mito de que empreendedorismo é só para ppoucos, aqueles que nascem ricos e com maiores facilidades.

Mattar afirma que a opção pela plataforma do Messenger aconteceu pelo fato de os jovens estarem muito habituados a troca de mensagens pelo celular em seu dia a dia.

Ele diz que o robô será divulgado principalmente via redes sociais. A meta da fundação é que 50 mil jovens vejam ao menos sete vídeos até o final do ano.

ETECs

Além dos vídeos, a Fundação telefónica também está levando informações sobre empreendedorismo para alunos de Escolas Técnicas Estaduais de São Paulo.

A partir deste mês, estudantes de cinco unidades participam de projeto-piloto, quatro delas na capital paulista e uma em Jundiaí.

Além de capacitar os jovens em aptidões básicas para empreender, a iniciativa contemplará mentoria de especialistas para desenvolver projetos sociais de base tecnológica a ser realizada até fevereiro de 2017.

As atividades serão extra-curriculares e oferecidas a 20 alunos em cada escola, dos cursos de administração, logística, química, agropecuária, eletrônica, eventos, nutrição e informática.

Serão realizados 20 oficinas presenciais, mentoria presencial e virtual, visita técnica de especialista em tecnologia,  encontros on-line e dois grandes eventos. O projeto vai até fevereiro de 2017.

As unidades por onde o projeto vai passar serão ETEC Uirapuru, ETEC Zona Leste, ETEC Pirituba, ETEC Parque Belém e ETEC Benedito Storanni (Jundiaí).

 

LEITOR
Acompanhe mais notícias sobre empreendedorismo, curta a página do Plano de Negócios no Facebook aqui.