Criador da Wizard lança rede de escolas de futebol do Palmeiras

Por Filipe Oliveira
O presidente do Palmeiras, Paulo Nobre (a esq.) e o empresário Carlos Wizard Martins (divulgação)
O presidente do Palmeiras, Paulo Nobre (a esq.) e o empresário Carlos Wizard Martins (divulgação)

O empresário Carlos Wizard Martins, que criou a rede de idiomas Wizard (vendida em 2013 para o grupo Pearson), está ampliando sua aposta no mercado do futebol.

Ele, que já abriu cerca de 100 unidades de escolinhas da marca Ronaldo academy no Brasil, China e EUA, em parceria com o ex-jogador, agora aposta escolas de futebol junto com o Palmeiras.

A Academia do Palmeiras funcionará a partir do sistema de franquias, adotado por Wizard em suas escolas de idiomas, na rede de produtos naturais Mundo Verde e na própria escola que abriu junto com o craque.

Wizard conta que a ideia do negócio surgiu de conversas de seu filho Charles, palmeirense, com o presidente do clube.

“O Paulo Nobre [presidente do Palmeiras] disse ter recebido mais de 200 pedidos de pessoas interessadas em abrir escolas com a marca do clube. Era uma demanda reprimida de candidatos para abrir uma franquia.”

A parceria foi anunciada após quatro meses de desenvolvimento do modelo da rede, conta Wizard.
Ele espera terminar o ano de 2017 com 30 escolas em funcionamento. A abertura de unidades será feita  inicialmente no Estado de São Paulo, expandindo em seguida para o Paraná.

A escola deve oferecer aulas para adolescentes entre 16 e 18 anos. Também  permitirá aluguel dos campos para adultos.

Wizard diz acreditar que o fato de as escolas levarem o símbolo do Palmeiras não afastará torcedores de outros clubes:

“O esporte supera rivalidades. Se, perto de minha casa, tem uma academia do Palmeiras, não importa, o que eu quero é praticar esporte. Seria diferente se, no mesmo espaço, cada time tivesse sua academia.”

INVESTIMENTO

As unidades devem exigir investimento que gira entre R$ 200 mil e R$ 300 mil.

O objetivo do empresário é atrair parte dos franqueados entre donos de escolas de futebol que já existem, movimento conhecido no setor de franquias como conversão de bandeira.

Wizard, que conta não ser um grande praticanete do esporte ser posto para jogar no gol quando brinca com os netos, comemora a boa fase do Palmeiras em 2016.

“Felizmente o time está atravessando a melhor de suas fases dos últimos tempos. Estamos com expectativa muito grande de sermos campeões”, diz.

LEITOR

Quer ler mais sobre empreendedorismo? Visite a página do blog no Facebook clicando aqui.