Start-ups querem levar mais clientes a lojas devolvendo parte do dinheiro gasto por eles

Por Filipe Oliveira

As start-ups Meliuz e Beblue querem trocar ações promocionais de pequenas empresas, como a tradicional “ganhe uma pizza às segundas depois do 10º pedido, por um sistema que devolve dinheiro a consumidores de lojas indicadas por elas.

As companhias mantêm parcerias com lojas, restaurantes e postos de gasolina que topam abrir mão de uma parte do que ganhariam para atrair mais clientes.

Os consumidores ficam sabendo quais as lojas que oferecem o benefício e quanto elas devolvem a partir dos aplicativo para smartphones das start-ups.

Para recuperar parte do gasto, o consumidor precisam fazer o pagamento em máquina de cartão de crédito fornecida por uma das  start-ups. Ao final da compra, o usuário digita seu CPF nela (no Beblue) ou número de celular (Meliuz) e o valor devolvido vai para uma conta digital.

Em geral, o percentual que volta para o cliente fica entre 5% e 10%. Os dois serviços têm seleção de ofertas especiais do dia, que podem chegar a até 100% (com limite máximo por consumidor).

As start-ups ganham uma comissão a cada venda em que o consumidor recebe dinheiro. O percentual dela depende do setor da loja e de seu porte.

A diferença fundamental entre as start-ups está no saque. O Meliuz que atua desde 2011 no comércio eletrônico e chegou a lojas físicas neste ano permite que se transfira o dinheiro para a conta do usuário quando ele atinge o valor mínimo de R$ 20.

Já o Beblue não permite o saque do dinheiro. Em vez disso, o consumidor pode usar o crédito acumulado em compras futuras em estabelecimentos que também são parceiros do programa.

A ideia da empresa é manter o dinheiro circulando dentro da rede de parceiros e, com isso, fortalecer todas as empresas participantes, diz Daniel Gava, um dos fundadores da empresa.

 

daniel Gava, cofundador do Beblue (divulgação)

Marcelo Pontes, professor da ESPM, diz que o mérito desses programas é facilitar o entendimento dos benefícios recebidos pelo consumidor. É muito comum clientes acumularem pontos virtuais em supermercados e farmácias e não saberem calcular quanto esses benefícios valem na realidade, explica.

Além disso, eles também podem fortalecer as iniciativas de fidelidade do pequeno varejo ao unir o esforço de muitos em uma iniciativa só, diz.

Por outro lado, ele adverte varejistas a não se tornarem dependentes de programas do tipo para atrair clientes: “Conquistar vai além de comprar a fidelidade”.

É justamente a facilidade de entender o que se está ganhando que agrada Camilla Mikui, 23, que usa app de “cashback” há três semanas.

Ela conta ter descoberto o serviço quando foi abastecer o carro e um frentista a avisou da possibilidade de receber metade do que ela gastasse ali de volta.

Desde então, conseguiu recuperar cerca de R$ 100 gastos, diz. Também vem criando o hábito de olhar o app para ver postos e restaurantes que dão dinheiro de volta.

DESCONTO?

E por que não dar logo desconto, em vez de exigir que o usuário junte dinheiro e depois o saque?

Gava diz que a devolução do dinheiro diminui o atrito entre consumidor e lojista.

Como exemplo de problemas do desconto, ele cita o fenômeno das compras coletivas, em que consumidores que compravam o voucher para pagar menos muitas vezes eram mal atendidos nos estabelecimentos.

Israel Salmen, presidente do Meliuz, diz que devolver dinheiro a usuários é menos prejudicial a marcas do que dar descontos nos produtos “Quando dou 20% de desconto, estou dizendo que meu produto pode valer 20% menos do que ele vale”, diz.

Dinheiro no celular

Beblue
Lojas que devolvem dinheiro: 15 mil
Cidades: 15, incluindo São Paulo, Rio de Janeiro Belo Horizonte e e Brasília
Algumas em SP: pizzaria 1900, postos com bandeira Ipiranga, Applebee’s
Características: O dinheiro recebido deve ser usado em lojas parceiras do serviço

Meliuz
Lojas que devolvem: 1.600 físicas e 1.600 na internet
Cidades: Grande Belo Horizonte, São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Goiânia, Porto Alegre, Canela, Gramado, Três Corações e Varginha
Algumas em SP: Melts Burger, La Recoleta, Hakka Sushi
Características: Permite saques a partir de R$ 20. Possui parceria para dar desconto em todas as orridas feitas com o app 99

 

LEITOR

Conheça mais start-ups na página do blog no facebook, ww