Nova ferramenta de baixo custo permite emissão e armazenamento de notas fiscais eletrônicas

Por Filipe Oliveira

O SPC Brasil irá lançar na próxima quinta-feira (13) o SPC NFe, uma ferramenta de baixo custo para emissão e armazenamento de notas fiscais eletrônicas.

O serviço permitirá que empresários armazenem notas e façam pesquisas rápidas pelos documentos emitidos, tanto pela própria empresa como também os de compras feitas por ela.

Magno Lima, superintendente de novos negócios do SPC Brasil, afirma que o serviço tem como objetivo ajudar empresários a manter a conformidade com a regulação e evitar que eles seja vítimas de fraudes.

Segundo ele, é comum que donos de micro e pequenas empresas terceirizem a questão fiscal, deixando ela a cargo de seus contadores. Porém ele afirma que não prestar atenção a obrigações que são suas, e não do prestador de serviços, pode trazer problemas.

Ele destaca entre os riscos aos quais o empreendedor está sujeito o de outras empresas emitirem notas de vendas para sua companhia sem que as operações tenham realmente acontecido. A ação teria o objetivo de  gerar, de forma fraudulenta, créditos de imposto ou junto a instituições financeiras.

No novo sistema, caso o empresário perceba a emissão de alguma nota fiscal que ele não reconheça, poderá informar o fato à Receita eletrônicamente, explica Lima.

Lima também destaca que o empresário é responsável por guardar as notas que emite em plataforma segura por cinco anos, sob pena de multa.

O serviço fará a emissão de notas gratuitamente para os associados a alguma instituição ligada à CNDL (confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas, responsável pelo SPC Brasil).

Os três primeiros meses permitem o armazenamento gratuito das notas. Após o período, quem se interessar por manter o recurso pagará mensalidade de R$ 9,90 (novos associados tem período gratuito de seis meses).

O custo da associação depende da entidade escolhida e do pacote de benefícios que o empresário terá acesso.

A ferramenta do SPC Brasil foi desenvolvida em parceria com a empresa Gosocket e usa o serviço de armazenamento de informações na nuvem da Microsoft.

Em janeiro, a Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo encerrou seu serviço de emissão de notas fiscais eletrônicas gratuitas.

LEITOR

Saiba mais sobre pequenas empresas na página do blog no Facebook, ww